BEM-ESTAR COM ELLA

Seja bem vinda ao portal de notícias do aplicativo Ella, com informações relevantes sobre beleza e bem-estar e dicas em geral, de um jeito fácil e descontraído.

Setembro Amarelo: Em meio a pandemia, falar é a melhor solução

O dia 10 de setembro é marcado como o dia mundial de prevenção do suicídio. E apesar de ser um tema forte e delicado, é necessário quebrar tabus e falar sobre a doença mental e outros aspectos que levam as pessoas a cometerem tal ato, principalmente neste ano inesperado em que a recomendação de especialistas é o isolamento social, devido ao novo vírus que surgiu no início de 2020.


Em anos “normais”, os números divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), apontaram que a cada 40 segundos, uma pessoa se suicida no planeta. Por ano, quase 800 mil pessoas em todo o mundo cometem suicídio, que é a segunda maior causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos de idade.


E em ano de pandemia, os índice de registros do suicídio se tornam preocupante. Segundo a OMS, nos países de renda alta, já foi reconhecido um vínculo entre suicídio e problemas de saúde mental, como depressão e transtornos de uso de álcool.


Os países das Américas devem expandir e investir em serviços de saúde mental para lidar com os efeitos da pandemia de COVID-19, e a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa F. Etienne, comenta em um trecho de uma matéria divulgada na plataforma OPAS, sobre a importância do apoio à saúde mental. 


“A pandemia de COVID-19 causou uma crise de saúde mental em nossa região em uma escala nunca vista. É a ‘tempestade perfeita’ em todos os países, pois vemos necessidades crescentes e recursos reduzidos para atendê-las. É urgente que o apoio à saúde mental seja considerado um componente crítico da resposta à pandemia”, diz a diretora da OPAS.


Devido ao isolamento social, as ações do CVV (Centro de Valorização da Vida) sofreu algumas mudanças, ajustando seus meios de contato com a população para continuar oferecendo apoio emocional sigiloso e gratuito.


Os atendimentos telefônicos realizados remotamente, passaram de 10% para mais de 60%, neste período, garantindo segurança e saúde aos voluntários. “Nossa prioridade será nas ações online, como palestras e debates”, comentou Adriana Rizzo, voluntária do CVV.


A entidade espera que a adesão ao tema “Setembro Amarelo” seja ainda maior do que nos anos anteriores devido ao aumento das pressões emocionais no isolamento social, medo da doença e perdas decorrentes da Covid-19.


Segundo Adriana, “neste ano, buscar oferecer ajuda tem sido ainda mais importante. Notamos que há muitas pessoas nesse movimento de acolher sem criticar, conversar e compreender os sentimentos daqueles que passam por momentos de tristeza, ansiedade, medo ou sensação de solidão.”


O CVV estimula que, além das atividades do Setembro Amarelo realizadas pelos seus próprios voluntários, a população, empresas, escolas, organizações sociais e poder público se mobilizem e realizem iniciativas de conscientização para reduzir os índices de suicídio no país.


“A campanha é em setembro, mas falar sobre prevenção do suicídio em todos os meses do ano é fundamental!”


Sobre o CVV


O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os mais de 3 milhões de atendimentos anuais são realizados por 4.200 voluntários em mais de 120 postos de atendimento pelo telefone 188 (sem custo de ligação),  ou pelo www.cvv.org.br via chat, e-mail ou carta. A entidade realiza também ações presenciais, como palestras, Curso de Escutatória e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio – GASS (https://www.cvv.org.br/cvv-comunidade/), frentes essas que geraram 2,8 milhões de contatos em 2019. O CVV é uma entidade financeira e administrativamente independente, mantendo-se por meio de doações de pessoas físicas e jurídicas – para colaborar, acesse https://www.cvv.org.br/colabore.


Fonte: omatogrosso.com

11 visualizações

Ella é melhor aplicativo de beleza do Brasil. Com o aplicativo você pode pedir um serviço de beleza em casa, salões, hotéis ou em qualquer outro lugar que você quiser.

© Ella App de Beleza Tecnologia Ltda - Todos os direitos reservados * Termos e privacidadeVersão: 14/07/2020 - 15:19

google play.png
app-store.png
  • Facebook - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza